Skip to main content

Nem sempre “o cara”, mas “a cara” do Flamengo

Quando Neymar nem pêlos no suvaco tinha ainda, Leonardo Moura já desfilava seu moicano na lateral-direita do Flamengo e fazia com que seis em cada dez crianças do Rio de Janeiro quisessem imitar o penteado. O moicano se tornaria febre nos gramados e estádios brasileiros.

Após dez anos e 519 jogos, o agora só “Léo” Moura se despede do rubro-negro com uma certeza: Leia Mais