Skip to main content

O tempero da vida

Existe vida sozinho, é claro! Assim como existe comida sem tempero. Mas não é muito melhor um prato bem temperado? A vida, como nossas refeições, também fica muito mais saborosa com o seu tempero especial: amor e uma boa companhia.

Acredito que existe, sim, felicidade sozinho. Existe, sim, vida sem uma companhia. Você pode ter uma rotina só sua ou até viajar o mundo inteiro. Pode se auto-conhecer melhor, não depender de nada e de ninguém. Não precisar dar satisfações, enfim… antes só do que em má companhia, certo?

No entanto, quando você encontra aqueeela companhia, tudo fica melhor. O que você faz, os seus desejos, os seus sonhos, tudo isso não deixa de existir (estou falando de boas companhias e de relacionamentos saudáveis, é claro!), mas se torna mais. Mais feliz. Mais saboroso.

A comparação da vida com o sabor de um prato e com os temperos me parece perfeita. Um prato de comida não vai deixar de estar na mesa se não tiver sal, açúcar, pimenta, enfim. Ele vai continuar ali e talvez até sacie a sua fome! Mas, um salzinho ou um açúcar, um pouco de pimenta, umas folhas de hortelã ou um alho com cebola fazem toda a diferença!

Assim também é a vida: ela pode ser muito mais saborosa se vivida com uma boa companhia. Encontre quem saiba dividir, sonhar e viver junto não só os sonhos, mas as pequenas motivações, inspirações e metas diárias! Como um bom tempero, encontre aqueeela pessoa que saiba ser os sabores perfeitos para tornar a vida mais saborosa. Que seja o sal nos momentos de mais energia; que também seja o açúcar na hora que a vida pedir mais doçura; que seja a pimenta, para esquentar quando precisar; que na hora de ser forte, seja como um gengibre; e suave como uma baunilha nas horas que assim pedirem. (Ah, e que tenha um cheiro bom como a canela!)

Nossos sonhos e metas diários são o que nos fazem, de fato, viver. São o que nos motiva a levantar da cama todo dia e são no que nós pensamos ao deitar a cabeça no travesseiro. São a essência do que molda os nossos hábitos diários. São o “como fazemos”, a “forma” que queremos e adotamos para alcançar os sonhos e metas maiores, mais pacientes e/ou de vida inteira. E é muito mais saboroso temperar esses sonhos e metas diários com uma pessoa amada ao lado! Alguém que dia após dia siga sendo aquela pitada a mais, aquele capricho melhor, aquela companhia que torna tudo mais gostoso!

E assim é a vida! Ela está aí para ser vivida e aproveitada, não há regras sobre como fazer isso. Mas por que não temperá-la com amor?

 

Imagem em Destaque: HallPic.com

Greg

Greg

Carioca, mangueirense, jornalista formado pela ECO-UFRJ.

3 thoughts to “O tempero da vida”

  1. Com certeza o ‘tempero do amor’ é essencial na vida. E como ele é variado! Sorte daqueles que descobrem esse sabor também nos filhos que um dia ‘produziram’.
    Lucky me!

  2. Após 33 anos lecionando Língua Portuguesa, encontrar textos como os seus, Greg, faz a gente ter certeza de que nem tudo está perdido, pois jovens como você vão continuar temperando este mudo como ele merece e precisa ser temperado. Parabéns. Você é uma amostra de tempero múltiplo. Nos orgulha muito. Beijos.

Comente