Skip to main content

Brasileirão 2021: resultado da brincadeira de previsões

Impossível acabar 2021 sem o já tradicional post de resultado da brincadeira de fazer previsões para os times no Campeonato Brasileiro do ano. Como será que eu me saí prevendo o futuro dos times na Série A dessa vez? Confira abaixo!

Para ver os resultados dos anos anteriores, basta clicar na edição que quiser: 2015, 2016, 2017, 2018, 2019 ou 2020.

Critério adotado de classificação para as minhas previsões:

\o/ Acertei!
~~ Not bad: passei perto, ainda em uma margem aceitável.
:/ Errei.
:‘( Errei feio, passei longe!

Classificação final da Série A de 2021.

Resultado das previsões:

***** – Briga por título:

Aqui eu acertei o Flamengo (apesar de bem atrás do Atlético-MG em quase todo o campeonato e uma conta difícil de ser feita porque sempre tinha jogos atrasados, foi quem “perseguiu o líder” até quase o final) e passei perto no Palmeiras. Provavelmente, se o Galo não tivesse aberto grande vantagem desde cedo no Brasileirão e sem a final da Libertadores no horizonte, o alviverde poderia ter disputado mais a Série A e feito ser um acerto total na previsão. Já o São Paulo foi um erro feio do profeta.

**** – Briga por Libertadores:

Ainda bem que eu tinha escrito uma ressalva em relação ao Atlético-MG, o que evitou que fosse um erro e me fez deixar o resultado da previsão como “not bad”, mesmo com os mineiros tendo dominado a Série A. O Internacional acabou de fora da Libertadores, mas disputou a vaga até o fim e entrou na mesma categoria de resultados. Já o Fluminense foi uma previsão acertada, enquanto o Grêmio fugiu completamente e não só não brigou por Libertadores como ficou quase o campeonato todo na zona de rebaixamento, de onde acabou não escapando.

*** – De férias em Novembro:

O fato de eu ter escrito que o Corinthians era uma “incógnita total” quase me fez colocar a previsão do alvinegro como “erro”, mas a verdade é que foi “erro feio” mesmo! O mesmo vale para o Red Bull Bragantino. Ainda bem que eu mantive o Santos nessa previsão, pois assim acertei. Já o Athletico-PR, apesar de ter flertado com brigar para não cair, eu considero “not bad”.

** – Deve ficar, mas pode brigar para não cair:

Fortaleza foi uma previsão erradíssima. O trabalho do técnico Vojvoda foi, possivelmente, a surpresa mais agradável do campeonato. Sobre o rival Ceará, eu confesso que fiquei na dúvida entre colocar como “erro feio” ou só “erro”, mas como o alvinegro terminou em 11º e a margem da previsão era até 13º, considerei um erro não tão feio assim. Cuiabá e Bahia, apesar de um ter ficado na Série A e outro ter caído, foram dois acertos nas previsões. Inclusive, considero o acerto na previsão do Cuiabá o maior do ano.

* – Briga para fugir do rebaixamento:

Acertar as previsões para os times que brigam para fugir do rebaixamento costuma ser um pouquinho mais fácil do que as outras. Normalmente, os “sinais de alerta” já estão colocados para alguns times antes mesmo do campeonato começar. Por isso, acertei Chapecoense, Sport e Juventude (mesmo tendo escapado ao final, mas foi o primeiro fora do Z4). Em compensação, quando os times “se arrumam”, os erros costumam ser feios. Foi assim que “errei feio” América-MG e Atlético-GO, que inclusive brigaram por vaga na Libertadores e ficaram na parte de cima da tabela.

Placar Final:

\o/ Acertei! – 8/20 – Flamengo, Fluminense, Santos, Bahia, Cuiabá, Chapecoense, Juventude e Sport.
~~ Not bad – 4/20 – Palmeiras, Atlético-MG, Internacional e Athletico-PR.
:/ Errei – 1/20 – Ceará
:‘( Errei feio – 7/20 – São Paulo, Grêmio, Corinthians, Red Bull Bragantino, Fortaleza, América-MG e Atlético-GO.

Avaliação:

“Mais um ano difícil de cenário de pandemia, imprevistos…” sem desculpas! Mais um ano em que o desempenho do profeta caiu um pouco (um acerto a menos do que em 2020, 8 contra 9; e que já tinha tido de menos 2 acertos em relação a 2019 – 9×11). A soma de acertos com “not bads” caiu mais um ponto, seguindo a tendência de baixa dos últimos anos (12 agora; foram 13 em 2020 contra 14 em 2019, contra 15 em 2018). Surpreendente a alta em “erros feios” (7), o maior número desde as previsões de 2017. Quando eu errei, errei bonito dessa vez, principalmente nos tricolores gaúcho e paulista! kk Aliás, o desempenho ficou bem parecido com o daquele ano, sendo um pouquinho melhor agora! E aí, passei de ano como vidente? Acredito que sim, mas que tenho que calibrar melhor as previsões para 2022! rsrs

E você, concorda? Como se saiu? Diz aí! Até o Brasileirão de 2022!

Foto em destaque: Fernando Moreno/AGIF

Greg

Carioca, mangueirense, jornalista formado pela ECO-UFRJ.

Comente